Advertisement

Main Ad

O que esperar da passagem de Júpiter e Saturno por Aquário?

 


Em dezembro de 2020 tivemos a entrada dos dois planetas sociais, Júpiter e Saturno, no signo de Aquário e esses trânsitos planetários nos indicam muito sobre a energia e as questões que estarão em foco ao logo de 2021. Aquário, o visionário, mostra que a direção a seguir é a da coletividade, dos valores humanitários, da solidariedade, da fraternidade e da liberdade.

A consciência planetária regente desse signo, Urano, nos pede ainda renovação, inovações tecnológicas, uma mente progressista voltada para o futuro e toca em preconceitos sociais arraigados que precisam ser transformados. Nas baixas vibrações, no entanto, a energia aquariana pode se manifestar na forma de rebeldia, revolta e uma certa imprevisibilidade.

Júpiter em Aquário

Expansão, otimismo, busca, justiça, prosperidade, abundância, filosofia de vida, e sorte são algumas das principais características associadas ao gigante do nosso sistema. Júpiter, também conhecido como o grande benéfico, determina o nosso potencial para expandir os horizontes e nos movimentar ao longo da vida em busca dos nossos ideais. O seu ciclo no zodíaco dura em média um ano em cada signo e ao encontrar Aquário evidencia nossa expansão em direção à solidariedade e ao espírito fraterno.

Júpiter em Aquário estimula liberdade de pensamento e o direito de ir e vir, inteligência criativa, capacidade de colaborar com o bem comum, desenvolvimento de novas tecnologias e justiça social. Mas, como tudo na astrologia é luz e sombra, o aspecto sombra desse posicionamento pode nos deixar mais inquietos, rebeldes, insatisfeitos e radicais.

Saturno em Aquário

Considerado o senhor do tempo e do carma, Saturno está relacionado com a energia de restrição em prol de um futuro melhor. Este planeta nos cobra amadurecimento, autorresponsabilidade, perseverança, compromisso, paciência e nos faz lembrar que todos nós temos uma missão a cumprir aqui na terra. Seus aprendizados vêm em forma de desafios para que, através deles, possamos ganhar sabedoria e estrutura. Saturno, metaforicamente, é aquele pai severo que deseja que a gente se esforce, seja determinado e que não pule etapas no nosso desenvolvimento.

A passagem de mais ou menos dois anos e três meses de Saturno por Aquário é o que Renato Russo cantou em ‘Há Tempos’: “Meu amor, disciplina é liberdade”. Nesse ciclo, seremos convidados a nos responsabilizar no exercício da nossa liberdade, a atuar na sociedade em benefício da coletividade, a nos responsabilizar pelas questões sociais e a criar alternativas sempre que a nossa liberdade estiver comprometida. Saturno em Aquário pede ainda compromisso com solidariedade e a estruturação de valores humanitários e nos mostra o nosso papel e a nossa responsabilidade com o todo.



Como esses trânsitos influenciam em nível pessoal?

Apesar de estarem relacionados com um dever social que todos nós temos, as movimentações de Júpiter e Saturno também nos influenciam de maneira mais pessoal. Para entender como é preciso olhar no seu mapa astral em que casa astrológica Aquário se encontra (sim, nós temos todos os signos no nosso mapa) já que é por lá que esses planetas vão transitar por todo o ano. Identificada a casa astrológica você pode casar as informações com os assuntos que cada casa trata.

Exemplo: Eu tenho Aquário na casa 8 - que fala sobre transformações, heranças, mortes e sexualidade – sendo assim esse ano eu vou me questionar de que forma posso amadurecer, estruturar e ser mais disciplinada com relação a esses assuntos (Saturno) e de que maneira eu posso expandir os horizontes (Júpiter) considerando os temas da casa em que tenho Aquário.

 P.s. Para facilitar deixo aqui um resumo dos temas das casas astrológicas

Casa 1: Identidade, personalidade exterior, traços da aparência. Como as pessoas te enxergam.

Casa 2: Dinheiro, posses, segurança, valores.

Casa 3: Educação, transportes diários, comunicação, irmãos, tios e primos.

Casa 4: Lar, local em que se mora, segurança, mãe, raízes, ancestrais.

Casa 5: Criatividade, lazer, filhos, romance, diversão.

Casa 6: Trabalho, rotina, saúde física.

Casa 7: Relacionamentos, casamento, parcerias, sociedades

Casa 8: Dinheiro dos outros, heranças, morte, transformações e sexualidade.

Casa 9: Viagens, ensino superior, filosofia, religião.

Casa 10: Carreira, profissão, imagem social, status, pai, futuro.

Casa 11: Amigos, clubes, intelectualidade, projetos humanitários.

Casa 12: Reclusão, missão, sonhos, desafios, inconsciente, espiritualidade.

 

Obrigada por estar aqui! 





Imagens: Freepik

Referência: Os astros sempre nos acompanham - Cláudia Lisboa

Postar um comentário

0 Comentários